Skip links

As UTAs da Ocram no Serum Institut, que já tem vacina para a COVID-19 em produção

A OCRAM está a equipar com Unidades de Tratamento de Ar as instalações do Serum Institut of India. O gigante indiano investiu dezenas de milhões em recursos que permitem produzir a tão esperada vacina para a COVID-19.

 

Há escassas 6 semanas saíam das instalações da OCRAM os últimos contentores, de um total de 16, que têm a India como destino. Pertencem à primeira fase de uma ordem maior e nos próximos meses veremos muitos outros contentores a sair da OCRAM. Lá dentro seguem Unidades de Tratamento de Ar que irão fazer parte das recéns edificadas instalações do Serum Institut of India, que acolhe os desenvolvimentos de uma das mais promissoras vacinas para a COVID-19.

 

 

A OCRAM recebe com satisfação a responsabilidade de assegurar a qualidade do ar em instalações onde se programam desenvolvimentos de importância crucial para a história da humanidade.

O SERUM INSTITUT OF INDIA 

O Serum Institut of India Pvt. Ltd é o maior fabricante de vacinas no mundo em número de unidades produzidas e vendidas globalmente – mais de 1.5 mil milhões de doses. O Instituto tem trabalhado com múltiplas entidades mundiais na produção de vacinas. Durante os últimos 5 anos desenvolveu e conduziu múltiplos ensaios clínicos globais que levaram à aprovação da sua própria vacina pneumocócica, para imunizar crianças contra a pneumonia causada por Estreptococos. Segundo a Organização Mundial de Saúde, a pneumonia é principal responsável pela mortalidade infantil ao redor do mundo. Só na índia são necessárias 70 a 80 milhões de doses da vacina.

EM CORRIDA COM OXFORD PARA A MAIS PROMISSORA VACINA DA COVID-19

O Serum Institut of India em parceria com a farmacêutica AstraZeneca apoia a Universidade de Oxford no desenvolvimento da vacina contra a COVID-19. Oxford apresentou esta semana resultados muito promissores publicados na revista científica “The Lancet”. A vacina é descrita como segura, com uma boa resposta imunitária em quase todas as pessoas – produzindo anticorpos neutralizadores do SARS-CoV-2 – e com poucos efeitos secundários. Seguir-se-á outra fase de ensaios clínicos, com uma amostra de 4 mil pessoas, em países onde têm sido registados mais casos nas últimas semanas, como o Brasil e África do Sul.

Adar Poonawalla, CEO do Serum Institut, afirmou esta semana ao jornal The Indian Express que planeiam fazer milhões de vacinas para a COVID-19 durante os próximos 3 meses. Mas previne que “o mundo ainda terá de esperar muito tempo até que todos possa vacinar-se. Há um elevado número de doses para produzir e isto inclui o desafio de administrar essas doses em todas as partes do mundo”.

Segundo a Organização Mundial de Saúde há 149 vacinas em desenvolvimento no mundo. A primeira licenciada poderá não ser necessariamente a melhor. há múltiplas abordagens científicas e teremos de esperar para confirmar qual a melhor que será dada ao mundo.

O Serum Institut também produz o VPM BCG que está atualmente em testes com mais de 1000 pacientes. Os próximos dois meses vão demonstrar o seu grau de eficácia na redução da gravidade de COVID-19.

A OCRAM congratula-se por contribuir com a sua tecnologia para assegurar a melhor qualidade do ar nas instalações que podem vir a dar ao mundo a solução mais ansiada por todos nós.

Leave a comment

Consent management powered by Real Cookie Banner